Ajudamos Pessoas e Empresas a se Protegerem contra Ações Mal Intencionadas no Meio Digital para Minimizar Prejuízos.

Contato

Atendemos remotamente em todo o Brasil

Golpes e Fraudes
Spam vs Phishing Qual a diferença

A diferença central entre spam e phishing é que, enquanto o spam geralmente é uma tática para fornecer produtos e serviços, o phishing tem o objetivo de roubar dados sensíveis. No entanto, ambos utilizam os mesmos meios de comunicação, entre eles: mensagens de textos (SMS), ligações, e-mails e notificações.

Para diferenciá-los, é importante conhecer o conceito destes termos. Se você chegou até nossa postagem, isso significa que você saberá diferenciar e evitar spam e phishing.

O que é spam?

No geral, podemos definir spam como qualquer tipo de comunicação digital indesejada, e não solicitada, enviada em massa. Em outras palavras, isso significa que uma pessoa que recebe mensagens, ligações, e-mails e/ou notificações de outros meios que não são desejados está sendo alvo de spam.

Muito se ouve falar sobre a sigla “spam”, mas, afinal, o que ela significa? Há divergências quanto ao significado da palavra, porém o mais aceito é o termo “Sending and Posting Advertisement in Mass”. Numa tradução livre, este termo significa: “Enviar e Postar Publicidade em Massa”. Após conhecer este termo, começamos a entender um pouco mais sobre o que ele se trata.

Os responsáveis por disseminarem spams são chamados de “spammers”. Eles podem assumir uma natureza comercial, promovendo produtos ou serviços. Mas cuidado, grande parte destes spammers também assumem uma natureza criminosa, com o intuito de roubar suas informações ou até mesmo propagar histórias falsas – as chamadas “fake news“.

O que é phishing?

No geral, definimos phishing como uma prática maliciosa realizada através de qualquer tipo de comunicação digital cujo objetivo é roubar dados sensíveis. Em outras palavras, isso significa que uma pessoa pode receber mensagens, ligações, e-mails e/ou notificações de outros meios que aparentam ser de entidades confiáveis.

As informações roubadas são usadas para acessar contas importantes e podem resultar em roubo de identidade e perda financeira.

Para persuadir as vítimas, os criminosos se valem do uso de técnicas de engenharia social. Com isso em mente, a mensagem do ataque de phishing é criada como se fosse de um remetente confiável para induzir uma pessoa a clicar em links maliciosos. Ao clicar nestes links, a vítima é persuadida a fornecer dados sensíveis e/ou até mesmo instalar softwares maliciosos, conhecidos também como malware.

Como se protejer contra spam e ataques de phishing?

Como se proteger

Embora pareça difícil evitar spam e ataques phishing, é totalmente possível se proteger. Confira nossas orientações para aprender a evitar estes riscos.

Spam

O spam afeta grande parte dos usuários da internet. Visando preparar pessoas e empresas para ter consciência do meio cibernético e suas repercussões, preparamos algumas dicas para vocês se protegerem contra os spams.

  1. Não divulgue seu e-mail e/ou número do celular em sites e plataformas desconhecidas;
  2. Acesse sites que contenham certificado de segurança;
  3. Configure sua privacidade nas redes sociais;
  4. Marque como “spam” as mensagens indesejadas que chegam em sua caixa de entrada;
  5. Não responda mensagens de spam;
  6. Leia a política de privacidade dos sites;
  7. NÃO acesse links recebidos através de compartilhamentos nas redes sociais (WhatsApp e similares, como também de e-mails). Procure encontrar as informações através dos sites oficiais ou, pelo menos, averiguar se as informações são verdadeiras. É importante ressaltar que, muitas vezes, pessoas próximas e confiáveis acabam repassando links fraudulentos e, por isso, acabamos não conferindo a procedência de tais compartilhamentos;
  8. Utilize um software antivírus e o mantenha atualizado;
  9. Não passe suas informações pessoais em ligações recebidas;
  10. Entre em contato com um profissional de segurança da informação quando algo parecer suspeito.

Para saber mais sobre spam, acesse:

Phishing

Assim como o spam, os ataques de phishing afetam grande parte dos usuários da internet. Contudo, existem certos métodos para não ser fisgado. Confira!

  1. Mantenha-se informado sobre as técnicas de phishing;
  2. Pense antes de clicar;
  3. Instale uma barra de ferramentas antiphishing;
  4. Verifique a segurança de um site;
  5. Verifique suas contas online regularmente;
  6. Mantenha seu navegador atualizado;
  7. Use Firewalls;
  8. Desconfie de pop-ups;
  9. Nunca divulgue informações pessoais;
  10. Use um software antivírus.

Para saber mais sobre phishing, acesse:

Gostou desta publicação? Conta pra gente logo abaixo se essa publicação conseguiu de ajudar! 😉

Autor

Gustavo Bessa

Sou especialista em Segurança Cibernética e Computação Forense. O meu objetivo é ajudar pessoas e empresas a se protegerem contra ações má intencionadas no Meio Digital para minimizar prejuízos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *